Perkons S.A | Mobilidade e Segurança no Trânsito

Condutor Escolha o sapato ideal para dirigir

Muito mais que combinar com o resto da vestimenta, o motorista deve levar em conta a segurança que o calçado oferece na hora de dirigir.

O artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro proíbe que se dirija usando calçados que não se firmem nos pés ou que comprometam o uso dos pedais. A multa para quem descumprir a Lei é de R$ 85,13, somados a quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Juliano Martynetz, cirurgião e ortopedista do Hospital Marcelino Champagnat – em Curitiba – e membro da Associação Brasileira de Cirurgia do Pé e Tornozelo, enumera abaixo os cuidados na escolha do calçado ideal:

1) Os calçados devem ser de preferência fechados, com solado antiderrapante e sem tiras ou saltos. “Solados flexíveis permitem maior agilidade do pé e tornozelo, fundamentais em situações de risco eminente de colisões. Evidentemente não existe uma fórmula padrão na Lei para estipular o modelo ideal, mas sim os de riscos. Nesse sentido, os saltos altos, os chinelos e calçados com tiras soltas são os exemplos mais comuns”, explica.

2) Os calçados mais indicados na hora de pegar o volante são:  tênis esportivos, calçados mocassins e sapatilhas tipo rasteirinhas, desde que respeitem as características citadas anteriormente. E nunca é demais lembrar que eles devem estar sempre limpos e secos, evitando “escorregadelas” indesejáveis, que podem causar acidentes.

3) Os motociclistas e ciclistas também precisam de cuidado especial na hora de escolher os calçados. “Além dos padrões já citados, os itens devem ter reforço da parte do dorso do pé, pois essa região é extremamente sensível e suscetível a traumas. Isso é explicado devido ao fato de existir pouca proteção natural entre a pele e as estruturas ósseas. Nas motos, o calçado deve permitir apoio total da planta do pé a fim de aumentar a estabilidade quando parados nos semáforos, por exemplo”, conclui o médico. Este apoio também é fundamental nas bicicletas, já que se deve pedalar justamente fazendo força na região entre a metade da planta e a ponta do pé, o que exige certa firmeza por ali, para evitar traumas no osso ou no tendão, ou mesmo fadiga muscular.

Basicamente, portanto, os calçados precisam ter quatro características para serem considerados ideais para utilização no trânsito (em qualquer veículo): flexibilidade, firmeza, tamanho certo e comodidade. Dentro da flexibilidade e comodidade, por exemplo, pode-se afirmar que, se ele for muito pesado – tipo botas ou sapatos com solados muito grossos – não seria recomendável. É importante também que o item deixe o pé respirar, pois o aquecimento e sudorese excessivos nos pés podem atrapalhar o condutor/motociclista/ciclista.

Embora o pedestre não tenha de cumprir exigências legais para o tipo de calçado, como é o caso do condutor e do motociclista, sua caminhada ou corrida será muito mais agradável e confortável se seguir estas dicas. Afinal de contas, ninguém gostaria que sua sandália soltasse do pé bem na hora de atravessar a rua, não é mesmo?


Crédito: Divulgação

Tênis esportivos, mocassins e sapatilhas são as melhores opções para dirigir.

Compartilhe:
« Voltar