Perkons S.A | Mobilidade e Segurança no Trânsito

Condutor Dirigir na chuva: uma oportunidade à cautela

Você sabe como evitar acidentes em dias de mau tempo? Confira as dicas abaixo e não entre em pânico em dias de fortes chuvas e alagamentos:

Velocidade segura

Além de guardar uma distância de, no mínimo, 10 metros do carro da frente, em especial se o carro não contar com freios ABS, é importante que a velocidade máxima seja reduzida em cerca de 10% a 20%.

Aquaplanagem

Antes de sair de casa, confira os pneus: se eles estiverem “carecas”, deixe o carro na garagem. Esta condição dos mesmos pode causar acidentes, pois diminui ainda mais o atrito com o chão. O deslizamento do carro sobre a camada de água (aquaplanagem) costuma ser ocasionado pela perda de tração dos pneus, o que pode ser agravado conforme seu desgaste. Os sulcos devem ter no mínimo 1,6 mm de profundidade.

Se o seu carro aquaplanar, mantenha a calma e retire imediatamente o pé do acelerador, não pise bruscamente no freio e segure firmemente no volante para manter as rodas retas. Quando os pneus retomarem o contato com o solo, gire levemente a direção de um lado para o outro, para sentir que o veículo recuperou a aderência. Caso o carro possua freios ABS (que não deixa travar as rodas), aplique a força no pedal do freio, mantendo-o pressionado até o controle total do veículo.

Crédito: ABr/Fabio Rodrigues Pozzebom

Dia de chuva pode render muita confusão, aquaplanagem, alagamento e irritação. Mantenha-se sempre calmo!

Altura da água

O risco de um acidente aumenta se a água estiver com altura de 10 a 20 centímetros do solo. Nesses casos o motorista deve avaliar se vale a pena parar ou enfrentar situações adversas em casos de alagamento, como um curto-circuito ou uma pane no sistema elétrico do carro, o que fará com que o automóvel pare em meio ao temporal.

Afaste-se de ônibus e caminhões

Durante a chuva, existem chances de ônibus e caminhões jogarem água no vidro do seu carro, fazendo com que você se assuste, perca a visibilidade e o controle do veículo.

Respeito aos pedestres

Imagine-se no lugar do pedestre quando um carro acaba jogando água de poças nele. É importante que todos tenham um cuidado redobrado ao dirigir para não causar esse transtorno aos demais. Além de respeitar os pedestres, você evita uma multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira, conforme determina o artigo 171 do Código de Trânsito Brasileiro.

Fique ligado também na possibilidade de algum pedestre estar cruzando a rua à sua frente. As condições de visibilidade nesse tipo de situação não são das melhores!

Crédito: ABr/Fabio Rodrigues Pozzebom

Respeite o pedestre: cuide da sua velocidade e da sua trajetória para não molhá-lo.

Fuja do escuro, na medida do possível…

Nunca é demais dizer que – em dias de chuva – a visibilidade diminui. Então, o perigo aumenta não só pelo aguaceiro que se forma, mas também pela dificuldade em visualizar o cenário à sua volta. O ideal mesmo é evitar sair de casa, especialmente à noite, quando a visibilidade em meio a tempestades pode ser extremamente baixa, aumentando a chance de acidentes. Se já estiver fora de casa, pare – e evite sair do carro, justamente para não ser vítima de um atropelamento devido à baixa visibilidade.

Atolamentos

Para prevenir situações de atolamento na lama dirija bem devagar, em primeira ou segunda marcha, evitando as margens da estrada. Quando fizer uma curva fechada, buzine para alertar outros veículos de sua presença.

Em caso de atolamento, retire todo o peso do carro, inclusive os passageiros. Em seguida, avalie a extensão e a profundidade do atoleiro e escolha o melhor caminho a seguir, para evitar repetir a situação mais à frente. Em seguida, coloque pedras, galhos e folhas para calçar os pneus e faça rampas suaves para tirar a lama da frente das rodas. Ao arrancar, engate a segunda marcha e tente sair sem acelerar muito.

Se não conseguir retirar o veículo e se as rodas estiverem afundadas pela metade, é mais aconselhável chamar um guincho.

A calma acima de tudo

Em qualquer adversidade, quem vai te ajudar a tomar as melhores decisões será a boa e velha serenidade. Em dias de chuva, ocorrem tantos transtornos que a coisa mais fácil que tem é se irritar. Entre aquaplanagens, erros de outros motoristas (até nossos mesmo) e alagamentos, evite o estresse: quanto mais calmo, mais facilmente você escolherá as melhores saídas para os problemas que aparecerem. Boa sorte!


Fontes: Viva tranquilo; Defesa Civil-DF; Val Peças

Compartilhe:
« Voltar


Crédito: ABr/Fabio Rodrigues Pozzebom

Evitar trechos alagados é a melhor das opções em dias de chuva, além de todo o cuidado e atenção necessários.

» CESVI dá dicas de como salvar o carro de enchentes