ARTIGOS

Você conhece os tipos de transporte existentes?

Saiba as principais formas de locomoção de pessoas e cargas
Voce-conhece-os-tipos-de-transporte-existentes

Transporte rodoviário

Crédito: Divulgação/CNT
Condutor transporte1
Mais de 70% das cargas brasileiras são transportadas pelas rodovias.

Os transportes rodoviários podem ser interestaduais, internacionais, semiurbanos e urbanos. O transporte de passageiros é um destaque deste tipo de transporte. De acordo com dados de companhias de transportes fornecidos pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em 2011 foram transportados 131.790.923 viajantes. De acordo com informações da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos (Anfavea), de 2001 a 2011, o número de veículos fabricados (como automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) foi de 1.817.117 para 3.432.616. Mais vias também têm sido pavimentadas. De acordo com dados do Ministério dos Transportes, em 2002 o país contava com 172.879,8 quilômetros de rodovias pavimentadas. Dez anos depois, são 219.089,1 quilômetros. Dados de maio de 2012 apontam que a ANTT conta com 1.713.340 veículos registrados para realizar o transporte de mais de 70% das cargas brasileiras (com exceção do minério de ferro, que é transportado pelas ferrovias). A importância que é dada ao transporte rodoviário no país pode ser percebida se compararmos os índices de utilização deste modal em outros países de dimensão continental. Nos Estados Unidos, por exemplo, a participação das rodovias no transporte de carga é de 26% e na China é de 8%.

Fontes: Anfavea; ANTT; Ipea.

Transporte ferroviário

Créditos: Agência Brasil
Condutor transporte2
A presidente Dilma Rousseff lançou em agosto de 2012 o Programa de Concessões de Rodovias, Ferrovias e Trem de Alta Velocidade; concessões ainda são tendência.

De acordo com estudos divulgados pela Confederação Nacional de Transportes em 2011, as ferrovias são mais indicadas – por suas características técnicas e econômicas – para o transporte de grandes volumes de cargas em longas distâncias. Esse modo também é seguro, econômico e pouco poluente, além de utilizar o biodiesel como o combustível principal. A malha ferroviária, antes de sua concessão à iniciativa privada, em 1997, contribuía bem menos com a movimentação de cargas no país, numa situação muito distante do seu potencial. Atualmente, o Sistema Ferroviário Brasileiro totaliza 30.051 km de extensão, distribuído pelas regiões Sul, Sudeste e Nordeste, atendendo parte do Centro-Oeste e Norte do país.

A extensão destinada ao transporte ferroviário de cargas é composta por 12 malhas concedidas (até 2012), sendo 11 à iniciativa privada e uma a empresa pública, equivalentes a 28.614 km. A extensão das malhas locais, operadoras de trens urbanos e trens turísticos de passageiros totaliza 1.437 km.

Segundo dados de 2012 da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários, cerca de 25% das cargas brasileiras são transportadas pelas estradas de ferro. Em 2011, foram 475,1 milhões de toneladas úteis em 287.458 contêineres transportados em ferrovias concedidas. Dessa carga toda, 76,6% são referentes ao minério de ferro e carvão mineral.

Somados os investimentos realizados pela iniciativa privada no setor no período de 1997 a 2011, chega-se a R$ 29,97 bilhões.

Os investimentos privados promoveram um aumento de 112% na produção ferroviária nacional, se compararmos os anos de 1997 e 2011.

Fontes: CNT; ANTF.

Transporte aquaviário

Crédito: Divulgação/Agência Nacional de Transportes Aquaviários
Condutor transporte3
A movimentação cargueira nas instalações portuárias do Brasil foi de mais de 800 milhões de toneladas em 2010.

Dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) mostram que o Brasil conta com 18 portos públicos e é um meio de transporte que vem crescendo. Em 2010 houve um movimento de carga nos portos brasileiros de 833.882.796 toneladas, aumento relativo de 13,7% e absoluto de 100.951.655 toneladas em relação ao ano de 2009 e superior em cerca de 8,5% em relação ao recorde anterior, registrado em 2008. O valor expressivo da movimentação desses granéis está relacionado à recuperação ou fortalecimento de importantes parceiros comerciais brasileiros, como Japão, Alemanha, Argentina e Holanda. O número de brasileiros interessados em realizar cruzeiros também tem aumentado. Na temporada de 2010/2011 foram mais 800 mil passageiros em 20 navios. No mercado internacional, o segmento de cruzeiros marítimos tem mostrado um desenvolvimento crescente, a taxas de 8% a 9% ao ano. No ranking mundial, os Estados Unidos despontam com 10,1 milhões de cruzeiristas e a Europa aproxima-se dos 4 milhões, tendo a Inglaterra 1,65 milhão, a Alemanha 1,26 milhão e a Itália 850 mil.

Para organizar o sistema de navegação, ele foi dividido nos seguintes tipos:
– Navegação de cabotagem: é aquela realizada entre os portos ou pontos do território brasileiro, utilizando a via marítima e as vias navegáveis interiores;
-Navegação de longo curso: navegação realizada entre portos brasileiros e estrangeiros;
– Navegação interior: é aquela realizada em hidrovias interiores, em percurso nacional ou internacional;
– Navegação de apoio marítimo: é a realizada para o apoio logístico a embarcações e instalações em águas territoriais nacionais e na Zona Econômica, que atuem nas atividades de pesquisa e lavra de minerais e hidrocarbonetos.
– Navegação de apoio portuário: realizada exclusivamente nos portos e terminais aquaviários, para atendimento a embarcações e instalações portuárias.

Fontes: Antaq; Abremar.

Transporte aeroviário

Crédito: Agência Brasil
Condutor transporte4
Dados de 2012 indicam que, todo ano, viajam de avião quase 180 milhões de passageiros.

Além dos aviões e helicópteros, que são os mais utilizados no Brasil, podem ser considerados transportes aeroviários os que são feitos por meio de planadores, balões e dirigíveis. A Infraero, empresa pública que administra os aeroportos e que já fez concessão de alguns à iniciativa privada, é responsável (até 2012) por 66 aeroportos, 69 Grupamentos de Navegação Aérea e 51 Unidades Técnicas de Aeronavegação, além de 34 terminais de logística de carga. Estes aeroportos concentram aproximadamente 97% do movimento do transporte aéreo regular do Brasil. Em números, isso equivale a 2,88 milhões de pousos e decolagens de aeronaves nacionais e estrangeiras, transportando cerca de 178,8 milhões de passageiros por ano.

A utilização do transporte de cargas pelo ar também tem sido bastante relevante. A movimentação na carga nacional em 2011 foi de 332.940 toneladas. Comparado com 2010, o crescimento chegou a 6%.

Fontes: Infraero; Boletim Infraero.

» Curso Técnico em Logística – EAD PERNAMBUCO – Disciplina: Tipos de Transportes (Modais)

COMPARTILHAR
VEJA TAMBÉM
Em meio a um cenário urbano movimentado, perigos muitas vezes invisíveis ameaçam a segurança dos pedestres: a distração causada pelo uso de fones de ouvido e celulares.
O trânsito não é feito de carros, caminhões, ônibus. Ele é feito de gente, como você!

Trânsito ideal é o trânsito mais educado!

O Trânsito Ideal é um projeto da Perkons S.A. para disseminar informações e conteúdos educativos. Confira dicas de comportamento, jogos para crianças, notícias interessantes e muito mais.

APOIAMOS